sábado, 9 de junho de 2012

Palestra sobre sustentabilidade conscientiza colaboradores

Alana Pastorini

Na terça-feira (05), o Hospital Psiquiátrico Bezerra de Menezes de Presidente Prudente comemorou o Dia Mundial do Meio Ambiente e para suscitar a data promoveu um encontro entre colaboradores e o palestrante, professor de gestão de qualidade do Senac, Éder Wendel Bataliotti. O tema desenvolvido para o evento foi: “Pense Verde: Consumo Consciente”.


Eder explicou sobre o que é sustentabilidade e o modismo que envolve o conceito: “todo mundo acha bonito a palavra, mas não entendem bem o que é, nem o que fazer para ajudar. Sustentabilidade é um termo usado para definir ações e atividades humanas que visam suprir as necessidades atuais dos seres humanos, sem comprometer o futuro das próximas gerações. Ou seja, a sustentabilidade está diretamente relacionada ao desenvolvimento econômico e material sem agredir o meio ambiente, usando os recursos naturais de forma inteligente para que eles se mantenham no futuro. Seguindo estes parâmetros, a humanidade pode garantir o desenvolvimento sustentável”.

E conclui: “nós consumimos muito e, precisamos reavaliar nosso consumo exagerado e se conscientizar que o mundo não é inesgotável. Devemos ser capazes de suprir nossas necessidades sem comprometer a capacidade das futuras gerações”.

Eder ressalta sobre a importância do consumo consciente, de fazer compras pensando no produto com selo de responsabilidade social.

A terapeuta ocupacional, Ligia Copetti, afirma que o hospital cumpre sua parte: “na TO (terapia ocupacional) reutilizamos vários materiais, como a caixa de leite, para fazer peso para porta, com a doação de madeira nós fabricamos caixinhas decoradas, usamos latas de leite ninho para fabricar vasos de decoração e porta treco, e também estamos com um projeto socioambiental de reciclagem interna, há um estudo nas áreas que necessitam da coleta, e já conseguimos a doação dos tambores para que os próprios pacientes possam reaproveitar os produtos para  a confecção dos cestos de lixo de coleta seletiva.

Porta treco feito com latas de leite ninho 
Peso para porta confeccionado a partir de caixinhas de leite


Porta caneta feita com garrafa pet
“É a ecologia, economia e o social, trabalhando juntos por uma empresa preocupada com o meio ambiente”, enfatiza Ligia.

Todos os produtos são feitos com a ajuda dos pacientes e vendidos na feirinha que, é aberta aos funcionários e familiares dos pacientes, o dinheiro arrecadado é a comprar  de mais materiais, como: cola, tecido, tinta, entre outros.