quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Dia Mundial da Saúde Mental

            Hoje é o Dia Mundial da Saúde Mental, a data marca um momento importante para a reflexão e também para a busca de avanços das políticas públicas nessa área e de uma sociedade livre de preconceitos.

            Segundo a médica psiquiatra, Tatiana Del Poço, embora a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) não tenha medido esforços para diminuir o preconceito, ele ainda existe. “As pessoas precisam entender que é uma doença como qualquer outra e que tem tratamento”.

            Um dos fatores que envolvem a recuperação dos pacientes é a descoberta precoce da doença, além de equipes multidisciplinares que garantam este trabalho envolvendo as diversas áreas.

            Em Presidente Prudente o Hospital Psiquiátrico Bezerra de Menezes conta com médicos psiquiatras, psicólogos, terapeutas ocupacionais, assistentes sociais, enfermeiros e é responsável pelo atendimento de 45 cidades do oeste paulista.

            O trabalho no hospital é integrado, além da terapia ocupacional, existe o incentivo a leitura, terapia assistida por animais, horta e atividades como futebol e marcenaria.

            A família também recebe suporte. Segundo a assistente social, Tassiany Maressa, ela realiza duas vezes por semana grupos com as famílias. “O objetivo, além de resgatar e fortalecer o vínculo familiar é envolver a família no tratamento dos pacientes”.


            De acordo com a médica psiquiatra Samara Araujo e Tathiana Del Poço, o financiamento voltado a Saúde Mental no Brasil, por ser desigual precisa de uma revisão e impede avanços. “As mudanças são importantes, mas a forma que o financiamento voltado para a área é realizado está errada, ainda precisamos avançar e de forma mais completa”, afirma Del Poço.

Por: Cleber Benvindo
(Notícia disponibilizada pela Assessoria de Imprensa do Hospital Psiquiátrico Bezerra de Menezes)