quinta-feira, 26 de abril de 2012

Pacientes realizam passeios

Alana Pastorini


Os moradores do Hospital  Bezerra de Menezes de Presidente Prudente saem bimestralmente da instituição para passeios externos, como ir a Cidade da Criança, pesqueiros, exposição de animais e ao Shopping Center, onde podem usufruir dos serviços neles existentes, como praça de Alimentação, cinemas, compra de roupas, sapatos e outros pertences de uso pessoal. No mês passado cerca de 10 pacientes  visitaram o pesqueiro.

Pacientes se divertem na pescaria

Estas atividades são proporcionadas graças ao Projeto Loas (Lei Orgânica da Assistência Social), que existe desde julho de 2007, onde 93 moradores recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC), a administração deste recurso é realizada por advogados curadores nomeado em juízo para tal finalidade. O benefício é repassado para custeio das atividades como festas e passeios, pagamento de fisioterapeutas, dentista, compra de roupas, calçados, fraldas, suplemento alimentar e produtos de higiene, com o objetivo de assegurar maior qualidade de vida aos pacientes assistidos.

De acordo com a assistente social, Yara Regina S. Oliveira, através deste projeto os pacientes têm acesso à atividades sócio-culturais, recreativas e de lazer, organizada pela equipe técnica que poderão ocorrer dentro ou fora da instituição.



A assistente social, explica que as atividades culturais e de lazer internas, que são custeadas pela própria instituição, onde ocorrem nas dependências do mesmo, são as festas em datas comemorativas, como páscoa, dia das mães, festa junina, dia dos pais, pátria e dia do idoso. As festas têm uma programação escolhida antecipadamente com a Comissão de Festas do Hospital, podendo ocorrer apresentações de grupos de teatro, grupos musicais e grupos circenses. Além disso, ocorre mensalmente a festa dos aniversariantes.



Ainda segundo a assistente social, a escolha dos pacientes que poderão sair para os passeios é feita conforme sua capacidade bio-psico-social, e cada atividade terá uma relação de pacientes selecionados antecipadamente pela equipe técnica, esta relação não será fechada, podendo os pacientes entrar ou sair das atividades de acordo com a evolução de seu quadro psicopatológico.

“Os benefícios ocasionados pela iniciativa são inúmeros, como: proporcionar a experiência social de cooperação e solidariedade, transpondo ao isolamento social das famílias, propiciar condições ao paciente de melhor conhecer suas funções e capacidades; estimular a saúde psíquica; resgate da auto-estima, proporcionar momentos que levem a resgatar a afeição, reduzindo seu isolamento e solidão”, argumenta a assistente social.