quinta-feira, 4 de outubro de 2012

O que eu aprendi no Bezerra

Alana Pastorini

Nome: Natalino de Souza
Idade: 54 anos
Tempo de serviço: 5 anos
Função: serviços gerais, manutenção da horta

“Trabalhar em uma instituição que presta serviços à sociedade é garantia de grande aprendizado. Eu admiro o trabalho realizado aqui dentro, os pacientes não se sentem presos, e eles têm bastante lugar para caminhar, se exercitar. O hospital proporciona várias atividades para a recuperação deles”.


Só que lidar com o preconceito não é fácil: “as pessoas devem entender que esses pacientes são seres humanos igual a gente, podia até mesmo ser um filho meu ou seu. Devemos compreender primeiro o que é o tratamento psiquiátrico, para depois expor nossa opinião”, revela Natalino.