segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Funcionários do Bezerra de Menezes passam por palestra e treinamento inéditos na instituição

Os funcionários da unidade de saúde mental da associação Bezerra de Menezes, em especial os colaboradores dos setores de lavanderia, manutenção e passanderia, foram alvo de uma ação inédita nesta sexta – feira, 16. Foi aplicada a primeira palestra e treinamento sobre prevenção auditiva. O evento consistiu em conscientizar as pessoas a respeito dos riscos que ruídos podem trazer à saúde e também de explicar a maneira correta de usar os protetores auriculares.

A fonoaudióloga Daniela Junqueira foi a responsável por explicar os malefícios que a falta de cuidado pode trazer aos ouvidos. A profissional mencionou que uso de protetores auriculares, pode ser uma das saídas para evitar transtornos futuros. “Os trabalhadores estão expostos a frequências sonoras muito elevadas, e que, com o passar do tempo, prejudicam o sistema auditivo. O uso de protetores e plugs é um importante aliado para a prevenção dessas implicações”, destacou Junqueira.

Segundo ela, a exposição a ruídos com alto índice de decibéis, não é o único fator que pode agredir a audição. “Muitas vezes, esses problemas [de audição] podem ser de família, traumatismos ou gerados por doenças como Caxumba”, completou.

A especialista também apontou alguns sintomas que podem sinalizar possíveis complicações. “ Zumbidos que ultrapassem 24 e 36 horas, ou dores constantes, têm a possibilidade de indicar uma situação mais grave. Se isto estiver acontecendo, é necessário que se procure um médico o quanto antes, assim uma possível dificuldade pode ser tratada”, ressaltou.

Já, o uso correto dos protetores auditivos, foi ministrado por Fernanda Prates, técnica responsável pelo setor de segurança do trabalho da instituição, e teve como missão demonstrar os métodos adequados para usar os objetos. “Muitas vezes, as pessoas não utilizam os equipamentos  conforme a maneira recomendada. Com treinamento, os colaboradores podem aplicar corretamente os protetores e se prevenir de futuras doenças”, explicou.

A auxiliar de coordenação Cleusa Mative, 57,  trabalha no hospital há 20 anos. Ela disse que sempre se ateve aos cuidados no ambiente de trabalho, porém, a palestra a deixa mais motivada a se precaver. “ É sempre bom agregar novos conhecimentos, em especais estes, que nos ajudam que nos ajudam a manter o bem-estar durante o expediente", afirmou.