sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Bezerra se prepara para fim de ano festivo

A partir do dia 14 de dezembro, o Hospital Bezerra de Menezes de Presidente Prudente, realizará programação festiva de fim de ano.

A abertura das atividades terá início, às 8h30, com a palavra da diretoria, parabéns aos aniversariantes do mês, leitura das mensagens de Natal feitas pelos pacientes, e logo após, o grande baile com Dudu do Teclado. Às 11h, será servido almoço e haverá visita do Papai Noel (protagonizado por um paciente).

No período da tarde serão executadas atividades recreativas como jogo de futebol, campeonato de dominó e sinuca, karaokê (com entrega de certificados).
A terapeuta ocupacional, Valéria Cristina de Oliveira Kurozawa, explica que as atividades proporcionam vários benefícios aos pacientes. “Para eles é uma oportunidade de expressão, de participação, onde se vê melhoras de bem estar físico e psíquico”, afirma.

Segundo o administrador do hospital, Mauro Cesar Galhiane, essas atividades agregam valor social para a entidade, e também à família do paciente. “Há um resgate de emoções nessas datas. Também se pode observar que há gestão participativa por parte dos pacientes, já que desde organização até a realização das festas, eles participam”, diz.

Agenda
A programação continua no dia 15, às 13h, quando haverá ginástica laboral e gincana com Renato e o grupo de Terapia Ocupacional. No dia 21, às 9h30, a banda da Polícia Militar de Presidente Prudente se apresentará.
E no dia de Natal, será servido almoço especial para os pacientes e funcionários.  Toda a programação foi discutida, avaliada e realizada pela Comissão de Festa do hospital juntamente com os representantes de grupos formados pelos próprios pacientes.

A Comissão de Festas é composta por quatro profissionais, entre nutricionistas, psicólogas e a terapeuta ocupacional.


segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Horticultura gera qualidade de vida como terapia



O Hospital Bezerra de Menezes mantém uma horta para a realização de terapia ocupacional, ela é cuidada por funcionários e os pacientes têm a oportunidade de participar de pequenas tarefas como regar plantas e remover pragas sob supervisão médica. A produção da horta abastece o departamento de nutrição da associação e eventuais excessos são vendidos numa feirinha montada na sala de visitas e também em feiras populares.

RESULTADOS TERAPÊUTICOS

O tratamento é especial e individualizado, “um paciente deprimido fará atividades em grupo e um paciente ansioso será incentivado a realizar atividades que o façam gastar energia”, explica a Terapeuta Ocupacional Lígia Sanches. Ela explica que a horticultura é muito eficiente e que a melhora no quadro dos pacientes é nítida. “Além da saúde em si, eles desenvolvem uma rotina, noções de responsabilidade e equipe”.

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Bezerra completa 36 anos de história

O Hospital Bezerra de Menezes realizou uma grande festa de comemoração dos seus 36 anos de história. Na semana do dia 24 de outubro o evento contou com palestras, mesa redonda, gincanas, bailes, entre outros. Durante toda a semana, pacientes, funcionários e convidados prestigiaram a festa e participaram das atividades.
Na segunda, a semana deu início com a mesa redonda onde o tema discutido foi “O desafio do trabalho humanizado na dependência química” comandada pela coordenadora Dra. Celeste Baptista com os convidados: Elizabeth Pinheiro (Assistente Social), Guilherme Simonsen (Psicólogo) e Dra. Michelle Medeiros (Psiquiatra). Na terça, teve a abertura do baile de aniversário com o músico Dudu do Teclado e homenagem aos aniversariantes do mês. Logo após, foi servido almoço especial para pacientes, funcionários e convidados. Na quarta foi a vez do Show de Talentos com os pacientes, que contou com a presença de familiares e funcionários.
A semana foi finalizada com a palestra da psicóloga Alcione Falco que abordou o tema “Adoecimento no trabalho” e a ginástica laboral com a Fisioterapeuta Lucelena Marasca, na quinta-feira. E, na sexta, com um café da manhã especial para funcionários e convidados.

Mesa redonda “O desafio do trabalho humanizado na dependência química”
Equipe de funcionários do hospital em momento de confraternização.

domingo, 6 de novembro de 2011

Semana do Idoso

De 26 de setembro a 2 de outubro, a Associação Assistencial Adolpho Bezerra de Menezes, Presidente Prudente, em sua Ala de Tratamento Especializado (A.T.E.), realizou a Semana do Idoso. Várias atividades foram promovidas dentro e fora da instituição. Um dos grandes momentos foi o passeio ao pesqueiro, onde os internos puderam ter um momento de descontração e conhecer um lugar diferente. “Peguei três peixes”, enalteceu feliz um dos pacientes.

Para a terapeuta ocupacional da instituição, Taiana Araujo Fernandes, a qualidade de vida dos pacientes é preservada por atividades dessa natureza e por vários programas da instituição.

O evento também foi voltado aos funcionários que tiveram palestra sobre as implicações do envelhecimento e realização de dinâmica de grupo sobre relacionamento interpessoal. A semana foi encerrada com almoço.

A assistente social, Yara Oliveira avaliou como positiva a semana. “O evento assegura aos pacientes momentos de socialização e integração”. 

CULTURA
O evento foi aberto pelo Projeto Aquarela. Grupos de coral, violões e de violinos também se apresentaram e a comemoração terminou com um grande baile

Pacientes idosos fazem terapia ocupacional

Os pacientes idosos do Hospital Bezerra de Menezes, em Presidente Prudente, participam diariamente de atividades como costura, trabalhos em papel, madeira entre outros materiais, ligados ao projeto de Terapia Ocupacional.

Monitora há mais de um ano da Oficina Ocupacional, Roseli Vilela, revela que sente muita satisfação em ver o resultado do trabalho realizado pelos pacientes. “Eles têm condições de realizar coisas lindas”, comenta.

Já a enfermeira Debora Maria Boscoli observa que com o desenvolvimento do trabalho é firmado um laço afetivo muito forte com os pacientes. “Quando um funcionário entra de férias, eles logo sentem falta e ficam com saudades”, observa. Ela explica que a terapia ocupacional ajuda os pacientes mentalmente, contribuindo com o fortalecimento dos vínculos e melhorando a auto estima, além de promover o desenvolvimento da coordenação motora.

As peças artesanais produzidas são vendidas aos interessados de três maneiras diferentes: aos funcionários do próprio Hospital; na sala de visitas aos familiares dos pacientes; e semanalmente os pacientes vão à feira livre expor seus produtos.